Atividades de Estimulação para Bebês

guia-estimulacao-bebe

Brincar é coisa séria para os bebês, brincar é trabalho. É a atividade principal e primordial da criança.

Quando ela brinca, ela trabalha seu mundo interno e sua visão de mundo externo.

Antes de começar qualquer atividade de estimulação, devemos sempre prensar na faixa etária que a criança tem, e dentro da faixa etária é preciso um pouco de bom senso e conhecimento sobre o desenvolvimento dos bebês antes de mais nada.

Se você pensa que vai encontrar de tudo nesta página, quero te dizer que será totalmente ao contrário.

Estou só filtrando e selecionando atividades de estimulação, informações úteis e relevantes.

Pretendo aumentar esse conteúdo de acordo com as minhas pesquisas e descobertas sobre a estimulação para bebês.

Lembre-se que esse tema se desdobra em inúmeros outros temas, então em breve espero ter mais posts explicando cada um dos assuntos, criando assim um material rico para vocês leitores.

7 Dicas para desenvolver e estimular os bebês

  1. Faça os exercícios e atividades de estimulaçãoo todos os dias: as crianças precisam aprender inúmeras habilidades necessárias para as futuras atividades da prática diária.
  2. Tenha expectativas realistas e compatíveis com a idade do bebê: escolha atividades de estimulação que motivem realmente seu bebê. Pela resposta e interação dele, você vai perceber se o exercício é desafiador demais para ele ou não. Se, mesmo com sua ajuda, a criança não conseguir num primeiro momento, não insista, para não gerar frustração mútua. Troque por uma brincadeira conhecida e já realizada pela criança e tente novamente em outro dia.
  3. Construa sobre o sucesso: desenvolva a partir de atividades de estimulação nas quais ele já teve sucesso anteriormente e vá adicionando um pouco mais de dificuldade a cada uma delas. O êxito melhora o aprendizado e você pode reconhecer as limitações das crianças mais rapidamente.
  4. Divida a atividade de estimulação em passo a passo: a aprendizagem é dividida em estágios e fica mais fácil assim. Recompense o bebê sempre por cada pequeno passo que ele seja capaz de dar.
  5. Faça coisas divertidas durante a atividade de estimulação: sua voz em diferentes tons e linguagem corporal que podem motivar o bebê. Use a criatividade e lembre-se de “trocar de lugar com ele” na brincadeira ou atividade, para reforçar a interação e o interesse.
  6. Cuide do ambiente onde você faz as atividades de estimulação: aprender novas habilidades requer atenção e foco, em ambiente livre de interrupções, ruídos e em condições favoráveis. É preciso saber a melhor hora do dia, se o bebê está alimentado, hidratado e sequinho. Cuide da ventilação, temperatura e iluminação do local.
  7. Experimente! Se alguma coisa não funcionar logo de cara, você pode tentar algo diferente! Todos nós precisamos de tempo e prática para aprender coisas novas. Deixe o
    seu bebê saber disso.

Primeiro Mês de Estimulação

No primeiro mês, os bebês enxergam vultos, então não adianta o mobile ficar girando.

Sua visão tem um alcance muito curto, cerca de 20 centímetros, somente o necessário para ver a mãe ao ser amamentado.

O bebê vai gostar de coisas simples, já que ele só enxerga os contrastes. Uma cortina aberta e fechada ou desenhos simples em preto e branco são suficientes para estimular sua visão.

As músicas também já são percebidas pelos bebês já nos primeiros meses de vida e são uma boa alternativa de estimulação.

Resumindo, não gaste dinheiro com móbile super colorido, que acende, multicolorido, principalmente se a grana estiver curta.

Segundo e terceiro mês de atividades de estimulação

Por volta dos dois meses a três meses, a visão do bebê começa a melhorar e ele já enxerga contorno e cores, então você pode começar a mostrar brinquedos pequenos coloridos de borracha, bonecos de pano e tentar uma abordagem mais lúdica.

Segundo trimestre

No segundo trimestre, você já pode oferecer brinquedos com formas diferentes, ursinhos que podem estimular o tato com suas diferentes texturas.

Visão e audição já estão bem desenvolvidos, e o interesse por músicas e ritmos começa a aparecer.

Quando cantar músicas, tente associar músicas com o movimento das mãos, como palmas, mãos para cima, para baixo.

No começo você pode até paracer uma louca para a criança ou para quem estiver vendo de fora, mas logo as crianças começaram a imitar os movimentos.

Terceiro e Quarto trimestre

No terceiro e quarto semestre, você pode inserir os brinquedos que fazem barulho, e os que as crianças podem brincar de colocar e tirar, como potes, vasilhas, baldes.

Também é muito legal permitir que as crianças peguem uma folha de papel para amassar, rasgar, ensinando que elas podem dividir e depois juntar novamente.

Outros tópicos futuros

  • Atividades de Estimulação à fala
  • Exercícios de Estimulação para engatinhar
  • Estimulação para andar

Conclusão

O principal que quero deixar aqui para vocês é que dá pra ter tudo isso de uma forma barata, através dos utensílios que temos em casa.

Podem ser as vasilhas de casa, o funil, peneira de plástico, colheres de pau, caixas de papelão do supermercado para a criança entrar e sair e o pote de sorvete que só servia pra congelar feijão.

ps: este artigo está em construção, então vai ser ampliado, modificado, com mais fotos, vídeos etc 🙂

Só não quero fazer como outros sites que entopem de informação desnecessária e quero que seja uma boa referência para você, futuras mães e professoras que nos mandam tantas mensagens e comentários pelo facebook.

Beijos da Vivi – www.facebook.com/bercariomaternal

Conheça todos os 9 ebooks que eu já produzi para você.

9 comentários sobre “Atividades de Estimulação para Bebês”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.